sexta-feira, novembro 10, 2006

Um mês de Angola


A exatamente um mês eu estava a desembarcar no aeroporto 4 de Fevereiro. Nesse tempo que estou morando aqui puder descobrir muitas coisas boas, principalmente em mim mesmo.

Fora a viagem e o desafio do trabalho, devo considerar que, sai de casa após 27 anos morando com meus pais. Sinceramente, da forma como minhas ideias andam, não devo voltar para morar em Recife. Com isso não volto a morar em casa, apenas de visita.

Lidar com os dias sozinhos, desbravar os espaços, marcar território, decidir, escolher, acertar – tenho que acertar. Tornar o desconhecido meu amigo e parte da minha vida. Me acostumar com ele, gostar dele, faze-lo jogar ao meu favor.

Do meu trabalho, tenho que me orgulhar, tem que dar muito certo. Não espero menos de mim do que o sucesso. Pretendo no futuro ver esse tempo em Angola como uma fase importante de trabalho, crescimento e principalmente de resultado. Contar a família, meus filhos e amigos o quão importante foi meu tempo aqui, principalmente para mim. Como sou um homem de sorte.

Aprimorar a minha capacidade de convivência, meu jogo de cintura, adaptação, de me acostumar a cultura, seja ela qual for. Ser reconhecido e ver nas pessoas certas a resposta que fui uma boa aposta.

Ao final desse primeiro mês, meus sonhos começam a ganhar formas reais e já sei para que caminho apontar. Como diria Almir Sater, que um dia meu pai me fez ouvir, “cada um de nós compõe a própria história, e cada ser em si tem o dom de ser capaz, de ser feliz”.

Saudades da família, dos amigos, da minha terra, tenho muita, mas, não consigo descrever como o meu trabalho tem me motivado e o quanto estou feliz de estar aqui. Que as dificuldades me deixem mais forte e agregar, crescer e evoluir sejam sempre meu objetivo. Para concretiza-la, as metas, metas essa que estou a trilhar, aqui, nada menos que toda a minha paixão e desejo.

A certeza de fazer melhor, sempre, e ser feliz.

Um comentário:

Lyud disse...

mês de Angola, e mês de saudade.....
Pense num mês comprido.... A falta q sinto de vc todo dia me faz pensar q já estais fora há muito mais tempo....
Mas a sua realização e´o meu maior consolo! Te amo muito! Bjo!