sexta-feira, fevereiro 09, 2007

Plano de saúde em Angola e no Brasil

Questões corriqueiras começam a ganhar importância quando se está fora do Brasil. A minha vida inteira tive plano de saúde, até porque convenhamos à saúde pública no Brasil precisa urgentemente de um médico. Existem planos de saúde internacionais, mas no caso de Angola não se aplica totalmente. Há de se prever ainda o período em que se está no Brasil ou ainda em um outro país que não o de trabalho, onde problemas podem ocorrer.

Durante a minha infância e adolescência minha mãe sempre foi muito criteriosa quando o assunto era saúde. Lembro que tínhamos o plano Goldem Cross que na época era considerado o melhor. Depois veio o Brasdesco, a Sulamerica e a Unimed. Quando os trabalhos começaram a deixar de ser estágio, a empresa fazia às vezes da minha mãe, e eu não me preocupava com isso. Bom, cá estou em Angola, e aqui não existe plano de saúde.

Para resolver esse problema as empresas fazem o seguinte. Criam uma espécie de plano de saúde para os seus funcionários. Na verdade nada mais é do que pedir a conta aos hospitais e a empresa paga. Por vezes a conta fica no próprio hospital, o funcionário não precisa desembolsar nada, a fatura é envida direto para a empresa. Além disso, existe um plano de saúde para grandes intervenções. No caso de sofrer um ataque cardíaco ou uma crise de apendicite, posso ser removido por um avião até o Brasil e lá ser tratado. Esse tipo de plano cobre apenas acidentes ou ocorrências fora do Brasil, além disso, é usado apenas em caso de grandes problemas. Consultas e coisas corriqueiras não se aplicam. Há ainda empresas que contratam um seguro de vida para o funcionário.

A saúde em Angola é algo realmente complicado. Diferentemente do Brasil que existem clinicas de sobra e dentistas a escolher, a situação aqui é diferente. Médicos só nos hospitais e mesmo assim é bem caro. Considere ainda que não dá para escolher muito o médico que vai lhe atender. Como solução, o melhor é ser tratado no Brasil.

A maioria dos profissionais de Angola tem no Brasil um plano de saúde bancado por ele mesmo, ou seja, a empresa não se pronuncia. Considero importante manter um plano no Brasil e a cada visita fazer um check-up e ir a todos os médicos que se deseja. Os tratamentos no Brasil além de melhores são mais fáceis de serem realizados, seguros e disponíveis.

Vem para Angola? Mantenha o seu plano de saúde do Brasil!

3 comentários:

Valéria disse...

Amigo lindo do meu coração :)... Não preciso nem dizer o quanto torço por vc; más na pior das hipóteses voce teria uma linda carreira como jornalista, redator... está se revelando um ótimo profissional da área de jornalismo. hehehehehe
Adoooooooooro ler seu blog, mato a saudade e ainda aprendo muito com vc, sem contar que me sinto meio que "participando" da sua vida.
bjo grande, que Deus te ilumine sempre ...

Lyud disse...

PLiiiiiiiiiiii

Só p dizer q te amo!!!

Ahhh, e tb q, ao menos no Brasil, apendicite é tido como algo bem simples, hehehehe

Bjo e saudade maior do mundo!

Maristela disse...

Existem planos internacionais que dão cobertura para vcs aí e caso precisem se locomover para outro pais, o serviço está incluso. Trabalho com isso. Acho que os valores valem a pena. Não sei como te mandar um email, mas gostaria de ajudar. Como descobri seu blog a pouco tempo, vou tentar descobrir como fazer.