sexta-feira, março 16, 2007

Roubo nos contrastes!

Outro dia percebi que o caixa de um dos restaurantes que gosto de ir sempre que eu dava um valor em dólares para ele, este sempre me devolvia o troco faltando de 30 a 70 Kwanzs. No começo achei que era falta de troco e deixei para lá. Contudo considerando a quantidade de vezes que vou a esse restaurante comecei a notar que ele fazia isso sistematicamente. Fiquei pensando, se o restaurante serve 150 pratos por dia e o dito rapaz pega uma média de Kz 50,00 por prato, então ao final do dia ele tem Kz 7.500,00. Multiplicando isso pela quantidade de dias úteis 20, ao final do mês ele arrecadou Kz 150.000,00 ou U$ 1.875,00 (DÓLARES). Bom, agora a reflexão. O rapaz em questão deve ganhar entre U$ 200,00 e U$ 400,00 por mês, entretanto com o esquema dele ele descola U$ 1875,00.

Vamos agora a outro exemplo. Fui comprar um abajur, a atendente nem olhou para a minha cara direito, ela era Angolana. A atendente em questão deve ganhar U$ 300,00. Quanto perguntei o preço do abajur o meu susto, custo da peça U$ 75,00. Quase caio para trás com o absurdo do preço, fui pesquisar em outra loja e o preço foi semelhante.Realmente achei muito caro o preço dos produtos em relação ao valor do salário pago. Em apenas um dia o comerciante tira o salário de todo o seu pessoal.

O salário em Angola são tão baixos e os preços são tão caros que acaba levando as pessoas mais humildes a se corromperem. Fora tudo isso há uma total falta de controle e qualificação dos gerentes e pessoal administrativo. Não estou justificando o roubo, muito longe disso, mas a longo prazo as pessoas ficam revoltadas e a tendência é essa indignação crescer.

Os fatos colocados assim merecem uma reflexão, qual é a sua?

2 comentários:

Valéria disse...

Splim meu amigo que saudade de tu!.
Pois é, pra voce vê que cenas como essa que voce descreveu acontecem com a maior naturalidade do mundo. Não sei nem se dá pra questionar algumas atitudes de pais e mães de família que roubam comida para dar a seus e filhos e por isso são julgadas,enquanto que sofremos roubos muito maiores durante todo o dia e nem noa damos conta, e quando damos não podemos fazer muito por isso. Um estacionamento, onde vc passa 30min e paga horrores, o dinehiro que vc é "obrigado" a dar a um flanelinha, pra ele fingir que olha seu carro, enfim, infelizmente é a tal renda mal distribuída.
Más de qq forma, podemos pelo menos expor a nossa indignação a fatos como esses.
Beijo grande, saudades dessa amiga que te adora!!

Haroldo Rego disse...

Primeiro parabéns pelo Blog, é excelente suas narrativas sobre Angola. Salários aviltantes sem dúvida convidam para a corrupção. Abraços.

Haroldo Rego
hrbuzios@globo.com
Rio de Janeiro - RJ