sexta-feira, abril 20, 2007

Albinismo

Em um país de negros chama muita atenção ver pessoas brancas. É engraçado, mas da primeira vez que vim para Angola, nos três primeiros meses, convivia tanto com negros que cheguei a pensar ser um deles.

Há muitas pessoas que acreditam que o albinismo acontece apenas em negros e que é resultado da reprodução entre irmão apenas. Como se pode ver nas fotos, não acontece apenas em negros, e pela pesquisa que realizei não achei referencia a apenas filhos de irmãos consangüíneos. Para falar a verdade não encontrei qualquer indicação sobre filhos de irmãos.
Outro dia, passeando de carro, vi uma figura que realmente chamou a atenção, não por ser albino, mas pela combinação dele. Ele sendo albino tinha os cabelos crespos, mas loiros e estes estavam trançados. O corte era um tipo channel que lembrava muito um playmobil – quem tem mais de 20 anos sabe do que estou falando. Fora tudo isso, ele vestia uma roupa quadriculada de amarelo com vermelho e a calça era verde limão. Estava ainda com uma botina marrom. Ou seja, uma figura.

No Brasil eu não notava muito essas pessoas, talvez por não haver um contraste tão grande com a cor da pelo branca. Todavia aqui em Angola eles chamam muito a atenção. Os casos de Albinismo, pelo que posso perceber observando as ruas, são até bastante freqüentes aqui. Difícil determinar um percentual, mas podem acreditar que é bem comum.

Como qualquer diferença, as pessoas que possuem a doença devem sofrer algum tipo de discriminação, ou pelo menos ser alvo de brincadeiras e apelidos. Isso é realmente muito chato e é o lado mais cruel de qualquer doença que tenha os seus sintomas tão claramente expostos.

A transmissão é apenas genética, por isso nada de ter medo em pegar. O maior problema para as pessoas que possuem esse problema é realmente a sensibilidade à luz do sol, além de problemas na visão.

Em Angola os Albinos não podem dirigir - veja a baixo a matéria retirada de um jornal de Angola.
http://pt.wikipedia.org/wiki/Albinismo

Anomalia congénita, caracterizada pela ausência total ou parcial do pigmento da pele, dos pêlos e do olho (a melanina).

Conceituação

O albinismo é uma condição de natureza genética em que há um defeito na produção pelo organismo de melanina. Este defeito é a causa de uma ausência parcial ou total da pigmentação dos olhos, pele e pêlos do animal afetado. Também aparecem equivalentes do albinismo nos vegetais, em que faltam alguns compostos corantes, como o caroteno. É uma condição hereditária que aparece com a combinação de genes que são recessivos nos pais.[1]

Os principais tipos de albinismo são os seguintes:

1. Oculocutâneo (completo ou total) - em que todo o corpo é afetado;
2. Ocular - somente os olhos sofrem da despigmentação;
3. Parcial - o organismo produz melanina (ou corantes, se no vegetal) na maior parte do corpo, mas em outras partes isto não ocorre como, por exemplo, nas extremidades superiores.


Albinos não podem conduzir
O Independente
http://www.angonoticias.com/full_headlines.php?id=10578%3Cb

O Chefe da secção de Segurança de Trânsito e Prevenção Rodoviária da Direcção Nacional de Viação e Trânsito (DNVT), Eugénio Bernardo “Geny”, confessou que os albinos não podem definitivamente conduzir, segundo a lei.

O responsável policial, socorre-se no artigo 40, alínea f, do nº1 do regulamento do código de estrada que fala das inspecções médias e sanitárias, onde se revela que será reprovado em inspecção normal o examinado quando o médico verificar qualquer circunstância que julgue susceptível de incapacidade para a condução de veículos automóveis.

Eugénio Bernardo, argumentou ainda que independentemente desse juízo médico é causa taxativa de reprovação qualquer das limitações, como é permutações notáveis dos sentidos luminosos e cromáticos. “As cores vermelhas, verde e amarela constituem um problema para os albinos”, disse o responsável policial.

Problemas de saúde como estrabismo, nistagmo, diplopsia ou perda de visão num dos olhos, ausência de visão binocular, redução pronunciada do sentido da profundidade ou campo visual binocular inferiores a um ângulo de 150º no plano horizontal, fazem também com que se restrinja a condução a uma pessoa.

Eugénio Bernardo, definiu o albinismo como sendo uma hipopigmentação congénita, que pode ocorrer em plantas animais, peixes, anfíbios, répteis, pássaros ou ainda em seres humanos. Nestes últimos afecta, particularmente, os olhos, sob a forma de nistagmo e redução da acuidade visual, casando deficiência da visão.

A adianta que os albinos são indivíduos que apresentam nistagmo, estrabismo, fotofobia, perda da percepção de profundidade da visão e pele extremamente sensíveis aos raios solares, facto, este que podem criar perigo na condução automóvel.

Só por isso é que os albinos não se tornam bem identificados nas fotos em documentos. Já para finalizar, Eugénio Bernardo, argumento que os albinos não devem tirar carta de condução. “Os que conduzem são desencartados”, concluiu.

7 comentários:

Moni disse...

Adorei seu blog! Você escreve com muita devoção e dá pra perceber que é uma pessoa dinâmica e de muita cultura! Com certeza aprendi bastante sobre meu foco de interesse - Luanda - a partir das suas palavras!

Abraço da Moni
temadelara81@hotmail.com

Anônimo disse...

Ó Antônio que aconteceu com seu blog. Está de férias ou impediram-no de continuar...

Anônimo disse...

Antônio o qué que aconteceu...

Osvaldo Barreto disse...

Parabéns, Antônio Spíndola.
Você realmente escreve muito bem.
PArabéns!!

sildi disse...

meu nome é Sildi, moro no Brasil e tambem sou aubina, adorei a sua reportagem e fico muito feliz que vc nos adimire e tambem seja contra o preconceito.

Anônimo disse...

olha aki cara qual é atua eh?enxer angola de brasucas para virem acabar com o dinhero desta populaçao?, sim porque eu sou portuguesa estou aki a 8 anos no brasil e nao vejo o brasil bancar estrangeiros por aki muito pelo contrario ainda somos obrigados a pagar a policia federal e receita sempre,agora vc cria blog para convidar uma cambada para virem ai acabar com o dinheiro da populaçao em vez de contribuierem nao gostei do seu blog é tudo abase de interesse , pessoas querendo saber qto se ganha ai? sera que vcs so pensam em dinhero?cai fora rapaz vem faser seu negocio no seu pais ou entao vai para os estados unidos que vcs tanto estimam.um abraço

Mi disse...

Bem..penso que estou bem atrasada no comentário! Mas eh a respeito de um anonimo que comenta que vc está chamando o povo brasileiro pra vir para Angola, e dizendo que vamos tirar o dinheiro deles.Bem eu acho que esta pessoa eh muito mal informada,nao deve ter hábito de leitura ( ve-se inclusive pelas palavras mal escritas), afinal, quem vem aqui,sempre vem com interesse em mostrar o conhecimento a este povo, portanto se o governo ou empresas nos oferecem, coisas que ao ver dele no Brasil nao existe , isso tem um motivo. Ninguem vem roubar dinheiro de ninguém , apenas trouxemos o nosso conhecimento.Se ele acha tao ruim o Brasil porque nao volta para "EUROPA"seu país Portugal..acho que precisas ler mais economia meu amigo , antes de postar o que ÄCHAS".