quarta-feira, agosto 08, 2007

Casamento Angolano - Abraão e Tunicia

Abraão e Tunicia


Fiquei muito contente quando um amigo me convidou para o seu casamento. Abraão, Angolano, estava se cansando com Tunicia, uma menina muito simpática. Os dois têm um filhinho lindo que tive inclusive a oportunidade de tirar uma foto. A criança é uma graça apesar de eu achar que ele não gostou muito de mim.
Filho de Abraão e Tunicia


Já havia ouvido falar muito sobre o casamento Angolano e como a cultura local influencia esse ritual. Tinha muita curiosidade em conhecer e não me desapontei. O casamento ocorreu em uma sexta-feira, fim de tarde, o dia estava bonito e um pouco frio. Entramos pelo bairro do Kinaxixi até a igreja. Nesse mesmo local funcionam uma associação de moradores, uma escola e um centro de apoio. No centro de um grande terreno de terra batida a igreja.

Coro da igreja


Antes de entrar no recinto fui levado ao noivo que nervoso, dentro de um Corola, esperava o tradicional e muito cultural atraso da noiva. Ao chegar para a missa encontramos o local decorado com muito carinho. Cetim amarelo e flores naturais, via-se o cuidado por esse dia tão especial em cada detalhe.
Igreja decorada


Com certeza a parte que mais gostei foi o coro formado por meninas da igreja. Antes de começar o culto, já que estamos em uma igreja evangélica, a equipe faz um ensaio geral e eu viajo nas vozes que me lembram um documentário do Discovery Channel. Pedimos para que elas cantassem uma música em dialeto local, fomos atendidos. Uma canção sobre a família cantada em Umbundo, simplesmente incrível. Gravei tudo pena que de tão grande não dá para colocar no blog.
Os noivos se preparam para entrar, primeiro o noivo, que entra pela lateral da igreja. Diferente do Brasil a entrada do noivo também faz parte da cerimônia e todos já estão de pé à sua espera quando ele dá o primeiro passo na igreja. Em seguida ele vai até a porta principal da igreja onde recebe a noiva e caminha de mãos dadas até o altar.

Tudo corre bem, apesar Abraão está visivelmente um pouco nervoso. O coro entra várias vezes e em todas as oportunidades o ambiente se enche de harmonia inundado pelas vozes afinadas.

Já perto do fim da cerimônia outra surpresa. Os convidados se posicionam ao lado do altar com uma série de presentes. Aqui, antes do final, as pessoas levam as “prendas” para serem entregues no próprio casamento. Uma das convidadas me chamou a atenção, não consegui ficar sem tirar uma foto dela. Uma figura, muito simpática por sinal.

Entrega dos presentes


Convidada do casamento


Antes de irmos para recepção um costume bem Angolano, as pessoas entram em seus carros para um passeio pela cidade. Uma fila de automóveis com os piscas ligados andando no engarrafamento, olhe, foi legal pelo Abraão, mas ninguém merece entrar em um super engarrafamento porque quer. Paramos no meio de um condomínio para algumas fotos e em seguida o cortejo seguiu até a recepção.
Recepção


Chegando ao local da festa, muitos, mas muitos bolos mesmo, uns 15, nunca vi tantos em uma só festa. Havia também alguns caranguejos pendurados em uma madeira. As mesas bem arrumadas para os convidados deixavam uma excelente impressão em cada pessoa, como tudo foi feito com carinho. O ponto alto da comemoração foi o corte do bolo. A noiva corta uma grande fatia e a divide em vários pedaços. Em seguida ela coloca na boca das pessoas mais queridas, muito bonito. Mais uma tradição Angolana.

Bolos, muitos bolos


O bolo da noiva


O casamento foi uma experiência muito bonita e enriquecedora. Sinto-me cada dia mais envolvido por esse país e sua cultura. Angola é maravilhosa.

8 comentários:

Lyud disse...

Bem legal, pli!
Uma pergunta: pq o filhinho do casal não foi o pajem??? Aí não tem essa tradição não??? Sim, e por falar no pequeno, de fato acho q ele não foi muito c a tua cara não, hahahahah!!!

TE AMO! Beijo

Anônimo disse...

se fosse no brazil o filho do casal entraria na igreja de arma atirando por tudo que e gente mesmo antes de saber andar ja aprendia a ser crimainal de primeira HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAH! POIS EH BRAZILEIRO E VIGARISTA, CRIMINOZO DE PRIMEIRA uma pena que estao a destruir Angola com a sua criminalidade

Anônimo disse...

se fosse no brazil o filho do casal entraria na igreja de arma atirando por tudo que e gente mesmo antes de saber andar ja aprendia a ser crimainal de primeira HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAH! POIS EH BRAZILEIRO E VIGARISTA, CRIMINOZO DE PRIMEIRA uma pena que estao a destruir Angola com a sua criminalidade

Ana disse...

Adorei ler as suas referências dessa Luanda que a todos encanta.
Estive recentemente em Angola de férias, se bem que gostasse de lá voltar, mas para viver. Tb tive a oportunidade de assitir a uma cerimónia religiosa de um casamento na Igreja do Carmo e achei linda a festividade de todos os participantes.
Acho interessante a área de actuação.
Força pra essa sua estadia.
Deixo o meu messenger caso queira (luna_mar@hotmail.com).
Ah sou portuguesa;.)

Anônimo disse...

Olha amei ler as suas referências dessa Luanda que a todos encanta assim como o casamento e as tradições.sou angolano de nacionalidade estou prestes a casar e gostaria de convidar vosse ao meu casamento.anunciu-te já q é um casamento cristão porq assim o somos e nosso relacionamento ñ envolve sexo antes do casamento.Dou grasas a Deus por ele ter nos dado forsas para suportarmos todas as tentaçõs q ja vencemos.Força e boa estadi em angola.

Meire disse...

Meire- olá amei entender mais um pouquinho sobre as tradiçoes angolana e a cerca do casamento é claro que daria sorrindo os 15 pedacinhos de bolos a pessoas queridas,parentes do meu amor angolano inclusive.Meu amor,que amo mto e cada dia mais é angolano e também faço as opçoes de respeitar as tradiçoes da biblia

Meire disse...

oi amei tudo isso e espero me casar em breve com meu amor nas tradiçoes biblicas e angolanas amo meu amor angolano!!!

Regina Lucia disse...

regina(RIO DE JANEIRO)MUITO LEGAL,GOSTEI MUITO PARABENS
QUANTO BOLO EM KKKKK
VLW