quinta-feira, novembro 08, 2007

Dundo – Lunda Norte - Curiosidades

A cidade do Dundo apesar de muito pitoresca (não sei porque coloquei essa palavra, mas falando em voz alta parece até meio ridículo, quer ver? Fale ai PITORESCO KKKK), ainda precisa melhorar a infra-estrutura. Fomos ao que indicaram ser o melhor restaurante da cidade. Esse era muito simples e a garçonete muito simpática. Fico sensibilizado, pois em lugares como esse as pessoas oferecem o que tem de melhor, valorizo muito isso. Por conta disso que afirmo que apesar de simples adorei cada momento que estive nessa cidade.

Como a intenção é falar das curiosidades, lá vai. Nesse restaurante os pratos do primeiro dia eram dois, ou fungi ou mão de vaca, só. Apesar do cardápio não ser enorme comi com muito gosto a mão de vaca. O importante nesses lugares é não ter frescura, caso contrário ta lixado (lixado = lascado, ferrado, ...).

Almoço no melhor restaurante da cidade


Vamos às acomodações. O melhor e único hotel da cidade, que por uma questão de preciosismo não vou colocar o nome, tem um dono que é mais grosso que papel de enrolar prego. A criatura contamina o ambiente e por conta disso os serviços no hotel são bem ruins. É preciso colocar que a diária nesse hotel é de 130 dólares. Tem hora para apagar a luz, falta água o tempo todo, sem serviço de quarto e as baratas fazem parte do pacote. Por conta desses pequenos problemas (fala sério) fiquei em uma pousada.

Na pousada fui muito bem recebido pela dona que com aquela simpatia de interior foi me mostrar as acomodações. O preço, uma pechincha, 100 dólares sem café da manhã. Eu já sabia que estava ferrado antes mesmo de entrar no quarto, mas vamos lá. O quarto duas camas, estava até limpo. A porta não fechava muito bem em baixo e deixava passar alguns mosquitos, se não fosse a malária estava tudo certo. Então fui ao banheiro... Ai ai, deixa eu descrever... O banheiro era grande e sujo, como se diz em Recife, teia de aranha era bóia (quando uma coisa é “boia” é porque tem muito), escuro e sem luz. Uma pequena janela estava aberta e tinha tanto mosquito que desejei ter um sapo de estimação. A pior parte, além do chão sujo e o vaso sem tampa, não tinha chuveiro. No recinto apenas uma banheira suja com uma torneira para tudo, banho, escovar os dentes, barba,.. Vamos lá, só tem tu vai tu mesmo, fico com esse. Foi então que a senhora me falou do pequeno problema: - “Meu filho só tem ponto, estamos com poucas vagas e você vai ter que dividir o quarto com outra pessoa”. Nessa hora eu não agüentei, ai já é demais, sei lá quem é esse cara... Só pensava no cara roncando no meu ouvido a noite, sem falar em todos os outros inconvenientes. Respondi: - “Nem a pau juvenal”. Na verdade não respondi assim não, mas a historia ficaria melhor contando dessa forma. Disse que não, foi então que ela ia ver o que podia fazer.

Pousada - Reparem no detalhe da porta e da janela que falo no post


Passados alguns minutos ela falou que havia outro quarto. Esse era melhor e com ar-condicionado e tudo, até que gostei e sem mosquitos. O banheiro tinha chuveiro, frio, mas estava muito melhor que o outro. Agora os problemas... O forro de cama não foi trocado, tenho certeza que dormi na poeira deixada pelo último hospede que por sinal teve suas coisas retiradas enquanto eu entrava no quarto. Nada de toalha e eu esqueci de trazer a minha, resultado, fiquei três dias me enxugando com uma camisa. No terceiro dia essa camisa estava com um cheiro, que nem eu estava agüentando. O banheiro não tinha luz e como a janela estava fechada por conta dos mosquitos eu não via nada. Em um dos banhos o sabonete caiu, rapaz que trabalho que deu par achar. Fiquei tateando com o pé e rodando feito uma barata tonta, até lembrei das brincadeiras de criança de gato mia. Estou pensando seriamente em instalar um bip no sabonete para achar mais fácil ou ainda uma luz de emergência no estilo daquelas da tropa de elite.

Por falar em tropa de elite, vou trazer o capitão Nascimento para o Dundo, tenho certeza que ele só vai realizar os treinamentos aqui, afinal, quando a pessoa chega, a placa de boas vindas deveria ter a seguinte frase: “01, pede pra sair!!!”

Tirei uma foto do meu amigo da pousada. Detalhe essa luminária tem uns 35 centímetros de diâmetro. A parti de hoje batizo ele de “Aspira”.

Aspira - Meu amigo da pousada


Fui ao maior supermercado da cidade, que fica bem ao lado do obelisco e do banco. Lá só encontrei latas, suco, água e bolacha Maria. Como na pousada não havia café da manhã e muito menos jantar, foram três dias de café da manhã e jantar a base de bolacha Maria e suco de maça. Chupa essa manga!!!

No final da viagem me levaram para conhecer o zoo da cidade. O passeio foi ótimo e pela primeira vez pude ver alguns bichos diferentes na África. Dá para acreditar que ainda hoje me perguntam no Brasil se tem leão no meio da rua em Luanda? Sem noção.

Jacarés


Águias


Macaco


Para arrematar na porta do aeroporto encontrei algo realmente curioso. São vendidas, como um tipo de petisco, larvas assadas. Isso mesmo, larvas, elas são tiradas das inúmeras árvores da cidade, assadas e consumidas como tira gosto. Arrependi-me de não ter provado!

Comércio na porta do aeroporto


Insetos como tira gosto - Vai encarar?


Obrigado pela hospitalidade Dundo!

14 comentários:

Ana Maria disse...

António...
Amei o texto e sobretudo o "Chupa essa manga!!!".
Mt espirituosa sem dúvida esta tua descrição realistica da coisa...
Mangolê é assim mesmo!

Debora Bronzoni disse...

Novas experiências querido Spindola... devia ter provado os insetos... rs...
Como diria minha mãe "pimenta nos olhos dos outros é refresco"... rs...
Beijos e mta força por aí!

Anônimo disse...

Spliiiiiiiiii
que saudade de tu... Nunca mais tinha acessado teu blog, agora nessa minha vida corrida :)
Más como sempre me divirto muito e me surpreendo com suas aventuras ai na Africa ...heheheh
Beijo grande...
Val.

CresceNet disse...

Gostei muito desse post e seu blog é muito interessante, vou passar por aqui sempre =) Depois dá uma passada lá no meu site, que é sobre o CresceNet, espero que goste. O endereço dele é http://www.provedorcrescenet.com . Um abraço.

Tata disse...

Sem comentários.... você está demais demais! Mato minhas saudades lendo seus textos amigo! Você nao imagina quanto sinto falta da terrinha e dos nossos amigos que fazemos aí!
Saudades mil.
Não pare nunca seus registros... voce nao sabe o bem que me faz!
Beijocas PAT

Mi disse...

Cara!! tô impressionada!! e rindo sozinha!!kkkk
bem eu já sei o que me espera!!!
bj e força para nós!!!!!

ASA disse...

Olá Spindola.

fazia um tempo q nao lia mais seu blog. Estou agora no Brasil esperando meu visto de trabalho para poder retornar a Angola.

Poste mais suas descobertas. estou louco para voltar e descobrir esses novos lugares também.

su disse...

Antonio....me fala um pouco sobre LUANDA SUL, meu marido está em Luanda Sul a 5 dias (trabalhando em uma construtora), desde 10/02/08. Pretendemos mudar em breve. Estou muito ansiosa, pois tenho 2 filhos que estudam em um colégio muito conceituado em São Paulo, e tenho receio que eu não consiga um colégio a altura deste. O meu marido falou sobre a escola americana, mas já me disse que é dificil conseguir vaga,
Please help-me?
Suely

Aureaneide disse...

Antonio,

simplesmente fantastico seu post.

na verdade adorei seu blog, pois expressa a realidade da terra (Angola) sem rodeios e sem frescuras.

estou no brasil, aguardando o visto de trabalho para poder retornar a Angola. e enquanto isso não acontece, vou continuar "vindo aqui" pra me atualizar e matar a saudade.

obrigada por compratilhar essas descobertas com a gente!!!

abraços!!

Aureaneide

klebson torres disse...

muito hilário suas aventuras pela angola, abração e obrigado pelas informações, serão muito úteis.
sucesso !!!!!!!

Anônimo disse...

interessante teu comentario, olha eu nasci e cresci no dundo, terra esta que tenho bastante orgulho de ter nascido. e uma pena nao teres conhecido esta cidade a muitos anos atras, era linda simplismente linda, de boas familias e gente muito educada.olha eu vivo no canada, e so aqui eu vi como fui previlegiada nascendo nesta terra que hoje esta abandonada. era conhecida como cidade verde do dundo, o asfalto era posto na madrugada, e postes de luz, as lampadas era trocadas a noite, tomavamos banho de banheira com agua morna,tinha um termo acumulador de agua quente enorme na cozinha, nunca faltava luz. gente se eu tivesse que nascer de novo, eu escolheria nascer la de novo, pos eu amo esta cidade.
alias os insectos chamam-se macosso e e bem gostoso,e uma pena eu nao encontrar aqui! fui.

Anônimo disse...

Prezados,

Recebi um convite para trabalhar em Angola, mas tenho uma fliha de 9 anos e preciso de mais informações sobre as reais condições para uma criança estrangeira em Luanda.

Quais são as melhores alternativas de escola? Alguém sabe me informar? Vi um comentário sobre a escola americana dizendo que é muito difícil conseguir uma vaga. É real?

JONAS disse...

Olá, como voce viu a saúde em Dundo? Quando precisam de oftalmologista tem na cidade ou não? Dundo fica a que distância de Luanda??

Silvio Ribeiro disse...

Boa tarde Antônio Spíndola.
Estas larvas a que se refere não verdade são mandruva, desidratado e salgado o nome aqui na região é (MACOCE)muito apreciado pelos Tchokwe que é a etinia predominante na Lunda Norte, que fica a 1400 km a leste de Luanda e é a Capital da Provincia.